18 agosto 2014

10 Home Office que eu gostaria de ter

 Estou em processo de decoração do meu home office! Já comprei algumas coisinhas pro meu quarto (fotos em breve) e agora chegou a vez de organizar o meu canto preferido onde escrevo, estudo e leio! Estava pesquisando inspirações e encontrei home offices lindos! Vontade de ter todos pra mim! Se alguém tiver fotos com inspirações, eu quero haha! E se quiserem me mostrar o quarto de vocês, eu adoraria ver! Quem sabe ele aparece aqui no blog, também? Enviem por e-mail: momentosassim@hotmail.com





Qual mais agradou vocês?
Besitos

                                                                       

17 agosto 2014

Confissão - De uma pimenta chamada Paula



Título: Confissão
Autora: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Nº de Páginas: 272
Compre: aqui.

"Confissão" foi o primeiro livro lançado por Paula Pimenta, em 2001, e encontrava-se esgotado há vários anos. A obra, que apresenta poemas escritos pela autora desde a sua adolescência, agora recebe uma nova edição, pela editora Gutenberg. Paula ampliou um pouco o livro original, acrescentando alguns novos poemas e incluindo alguns que anteriormente havia "emprestado" para os seus personagens Fani, de Fazendo meu filme, e o Rodrigo, de Minha vida fora de série.

EIS UM PEQUENO FATO .

Dentre minhas escritoras nacionais favoritas a Paula ocupa um lugar de destaque. Todavia, essa não é uma justificativa suficiente para expressar meu amor por Confissão. Continue lendo e entenda.

.UMA PEQUENA TEORIA .

Gente fala sério, tudo nesse livro é um encanto! Sempre que observo Confissão, a capa me faz recordar de diversos momentos especiais. De coisas que guardo há tempo na minha caixa das lembranças e no meu coração. Delicada e simples considero uma das mais belas da minha estante! A editora caprichou. Não só na capa, mas em todos os aspectos gráficos que embelezaram o livro. Por dentro as páginas são lindas harmonizando com cada poema. Veja estas imagens (1,2). O cheiro é inconfundível, pausei diversas vezes a leitura para cheirar o livro.

Bem, já li diversos livros de poemas mas nenhum teve a capacidade de me encantar e comover tanto como a Paula conseguiu através de Confissão. Revivi certos momentos da minha adolescência (que faz tanto tempo, só que não hahaha) em vários de seus poemas. Seria impossível não se identificar, suspirar e amar com cada palavra dita. Enquanto escrevo essa resenha tenho consciência de uma coisa: Os sentimentos são a mesma coisa pra todo mundo, só que todos nós por sermos diferentes, interpretamos e expressamos de formas distintas. Mas será mesmo? Voltando... Confissão é um livro delicioso, divertido e marcante. A leitura foi bem rápida, fluiu super bem! Em alguns momentos dei boas risadas, em outros relembrei, suspirei e continuei.

"Tudo o que resta é sonhar
E a angustia, insistente e imensa,
Convencida a te esperar"
(Trecho do Sonetinho à semana vazia) 



.UM MOMENTO ESPETACULARMENTE CURIOSO  .

Quando eu estava lendo Confissão, minha avó entrou no meu quarto e me questionou que livro era aquele, expliquei que era um livro lindo de poemas e a entreguei. Ela pegou, sentou-se na cama ao meu lado e se pões a ler os poemas. E gente, ela AMOU! Leu vários e depois saiu rindo sozinha pela casa. Sinal que: Paula Pimenta escreve pra todas as idades, sem dúvida alguma!

Por fim, eu super recomendo Confissão! Para todas as pessoas de todos os tamanhos! Garanto que quem ler vai se encantar pela obra assim como eu! É aquele livro fofo que você não pode deixar de ter na sua estante. Não apenas por ser lindo, mas pelos sentimentos que existem em cada página, os mesmo que também vive em cada um de nós.

“Despertei ontem de um sonho bom.
Quando olhei para o lado, só restava o vazio
Extravio do meu plano de ter você para sempre
Presente inesperado, como uma surpresa má
Lá no fundo sei que ainda penso que não acordei
Voltei a dormir para tentar mudar o enredo
Medo do que virá e de você desvanecer no claro
Raro momento de lucidez me tira do devaneio
Penteio meu cabelo para sair e esquecer
Que a vida devia ser diferente do que eu sei."
(Despertar)

  Quem ai já leu ou ficou com vontade? 

Besos de mi corazón!
                                                                                           

15 agosto 2014

Você é a falta

São 16:00 da tarde de uma quinta-feira. Não uma quinta-feira qualquer, mas sim, a minha quinta. Ou melhor, a nossa. Depois de três eternos meses sem sua presença, meu coração palpita de vontade de ver seu sorriso, de contemplar seus olhos castanhos mel, e me entregar ao seu abraço. Olha eu reclamava tanto das suas manias, principalmente aquela de entrar com o sapato todo sujo em casa, e nunca estender a toalha no varal depois do banho, mas agora que vi como pode ser sem graça a vida sem suas manias pra suportar, sei que posso conviver a seu lado pro resto da vida.

Suas imperfeiçoes junto com as minhas formam um belo par. Uma bagunça bonita de se ver, você diria.

É terrivelmente triste olhar pela janela e saber que você não vai chegar por trás, me abraçar e repousar sua cabeça em meu ombro. O céu estrelado não faz muito sentido se você não está por perto pra contar as estrelas comigo. E nossa, como é doloroso escutar a nossa música todos os dias e não ouvir seu barítono acompanhando baixinho cada nota. O dia-a-dia não faz sentido sem você aqui pra bagunçar a cozinha, mexer nos meus papeis, e soltar meu cabelo. Falar ao telefone só me faz sentir mais saudades suas. Porque você não faz falta, você é a falta.

Agora são 16:25 e depois de despejar toda essa bagagem no bloco de notas do meu celular, tento não pensar que só falta 20 minutos pra te ver. O aeroporto se torna um espelho de repente, e do nada  me vejo analisando meu look pela milésima vez. Vestido florido-branco-com rosas vermelhas. Quando o vi em um cabide qualquer na Renner, pensei em como você gostaria de me ver vestida com ele. Você adora me presentar com rosas vermelhas. De acordo com sua teoria vermelho me deixa uma graça, pois realça ainda mais meu rubor quando estou envergonhada. Bem, apesar de achar isso algo totalmente bizarro, comprei e já estou usando. Todavia, agora não sei se estou vestida bem como deveria. Minha sapatilha nude é um pouco sem graça, não? Argh! Afasto esse pensamento porque sei que esse julgamento todo é sinal de uma coisa: ansiedade.

São 16:45, você pontualmente me envia uma mensagem pelo whats, com as palavras separadas de uma forma que me deixa extremamente irritada: Eu. Cheguei. Só que em vez de sair um xingamento comum, sinto apenas fluir um sorriso bobo do meu rosto. A ideia de não parecer tão feliz cai por terra. Fecho os olhos por cinco segundos e oro baixinho pra que nosso sentimento seja eterno, pra que dure.

Você aparece, está vestido com aquela camisa podre-velha-azul-clara que eu amo. Sua mochila parece pesada escorada em seu ombro esquerdo, e eu não consigo tirar meus olhos de você. Nem ao menos tento disfarçar. Quando finalmente você me vê, sorri. O sorriso mais lindo que já vi. O sorriso que a mim pertence. O mesmo que eu desejo ver todas as manhãs quando acordar cedinho. Corro em sua direção, você me abraça, eu te abraço, você me beija de um jeito tímido, logo após de um jeito intenso. Me afasto pouco centímetros do seu ombro em busca de seu ouvido, e antes que você me permita sussurrar o que tinha em mente, escuto:

- Será que você me deixa bagunçar tudo de novo?

A resposta foi mais um longo beijo.

                                                                                                     

14 agosto 2014

Quem você é: o que todas mulheres precisam lembrar

Vez ou outra minhas amigas sempre me mostram um vídeo com uma mensagem bonita. E esses dias não foi diferente, a me indicou o vídeo: Who You Are. Que é tão, mais tão lindo que resolvi mostrar pra vocês! 

Chorei horrores a primeira vez que vi, era como se Deus estivesse me mandando um recado de coisas que eu não deveria esquecer! Se você não viu ainda, não perca tempo e assista! Ao término você vai se sentir extremamente diferente (e melhor).

Você é forte. Você é única.



Se a mensagem do vídeo te emocionou, compartilhe em suas redes sociais, mostre pra todas suas amigas! Vamos espalhar e ser amor para colorir esse mundo repleto de cinza.


Besitos
                                                                                             

11 agosto 2014

Escolha ser feliz

Se pararmos pra analisar, muitas vezes temos mais motivos para sorrir do que reclamar. Tudo que acontece em nossa vida tem um porquê, só que em diversos momentos não há como entender. Até porque, temos problemas suficientes para nos tirar do sério. Levando nossa paz de espírito, serenidade e alegria. Todavia, cabe a nós a escolha de deixar isso nos atingir ou não.

- Como assim, Ellen? 

Sorrir quando sua mãe não para de reclamar de você é  difícil. Sorrir quando o aquele cara te dá o fora é mais difícil ainda. Sorrir quando seus pais não se dão bem como antes é quase impossível. Sorrir quando todos se afastam de você em algum momento ruim é praticamente impossível... Se eu for enumerar uma lista de coisas que podem nos impedem de sorrir o post não vai dar. Mas afinal, onde eu quero chegar?

A questão é que: Em todos os momentos vamos ter situações que irão deter nosso sorriso. Porém, cabe a nós a escolha de permitir ou não que isso nos afete ao ponto de arrancar toda nossa alegria. Sim, é uma missão extremamente trabalhosa escolher ser feliz quando o nosso mundo está desabando. Mas, ela não é impossível.
Escolha ser feliz mesmo quando tudo estiver dando errado. Respire, sorria e lembre que tudo é temporário. Nenhuma dor é eterna. Nenhum problema é perene. As dificuldades nos fazem crescer, reflita em como isso tudo pode te acrescentar como experiência no futuro. Tente ver o lado bom das coisas mesmo que tudo possa parecer cinza, sempre existe uma forma de colorir a vida. Acredite, alguém pode estar em uma situação ainda mais complicada que a sua, então nada de perder o ânimo e a esperança

Se é alguma lembrança dolorosa que te persegue há anos, comece a questionar tudo que a envolva todas as vezes que a mesma vir a tona. Por que ainda lembro-me disso? Por que permitir que isso me afete depois de tanto tempo? Terminei seus questionamentos com uma certeza: Isso não vale a pena. Com o passar dos dias você vai ver que essa lembrança não vai te atingir como antes. Para toda a afirmação e lembrança que te coloque pra baixo, não apenas ignore! Questione! Dessa forma você vai ver que simplesmente nada daquilo que ouviu e lembrou tem fundamento. E nada poderá te atingir!

Caso exista uma mágoa profunda, não existe escolha melhor que o perdão. Mas como perdoar alguém que te fez tanto mal? Eu digo como: Empatia. Pra quem desconhece o significado, empatia é se colocar no lugar do outro e buscar o entender. Tente fazer isso. Busque os motivos pelo qual aquela determinada pessoa te fez mal. Quando você o compreender, vai perdoar. Antes que pense que não vale apena, acredite, quando você perdoa alguém é você mesmo quem sai ganhando.

Pois bem, espero que eu tenha ajudado alguém a escolher ser feliz! Vocês ai, escolhem ser feliz todos os dias apesar de tudo? Como? Vale a pena, não vale? 

P.S.: Veja esse vídeo lindo da Marcela Taís e sorria! :)


Seja feliz! Você nasceu pra isso!
Besitos